Preparar, Enviar e Cuidar

Seg, 13 de Fevereiro de 2012 14:56

FacebookTwitter

"Glorificando a Deus, Discipulando as nações"
A JUMIB é um ministério da Missão Evangélica Betânia que tem como finalidade viabilizar ações missionárias transculturais. Nosso propósito é evangelizar e fazer discípulos entre os povos menos evangelizados do mundo. Entendemos que essa é nossa parte na grande comissão. Nossa área de atuação inclui recrutamento, seleção, preparação, treinamento, envio, e assessoramento de missionários transculturais. Estamos envolvidos em organizar e dirigir programas de treinamento para missões transculturais, mobilizar e incentivar a igreja evangélica para fazer sua parte no cumprimento da grande comissão. Geralmente desenvolvemos os projetos missionários em parcerias com igrejas evangélicas e entidades missionárias comprometidas com o Reino de Deus.

SEDE - CAMPINAS...

Ao longo desses anos de caminhada, o Senhor da seara tem nos abençoado muito e nos capacitado para obedecer a Sua vontade. Em 2008, nós demos um importante passo nessa caminhada: A obtenção de uma sede própria em Campinas! Um local dado por Deus, que nos possibilitará uma maior recepção e cuidado com os missionários que retornam, temporariamente, do campo. É também um local de treinamento e preparação para novos envios

Apoio aos missionários...

No reino de Deus não existe “autonomia missionária”. Um missionário não pode ser independente. É como a brasa fora do braseiro. Precisamos uns dos outros, e é essa interdependência que nos fortalece.
O missionário “autônomo” não tem credibilidade em solo estrangeiro, tornando impossível um trabalho que já é difícil.
Filiado a uma junta, ele tem o respaldo de uma organização que responde por ele com toda a assessoria contábil e jurídica. Conta com uma equipe que lhe serve de ponte com os mantenedores, igrejas, intercessores e parceiros.

O missionário no campo não encontra nem tempo, nem recursos, para divulgar seus projetos, portanto, a junta se responsabiliza por fazer essa divulgação. Quando se torna necessário o remanejamento para outro país, a organização já tem uma network com outras organizações, e faz essa transferência com segurança e eficaz. E, quando o retorna ao país de origem, o missionário sente-se perdido. Ele tem um novo “choque” e precisa ser devidamente orientado. Então, a junta organiza sua reentrada no país.

Conheça mais a JUMIB acesso o site aqui